terça-feira, 4 de outubro de 2011

O BONEQUINHO DOCE

Ao chegar na escola, começo a aula com a oração da manhã, depois, na maioria das vezes, conto uma historinha procurando dramatizar da melhor maneira possível. Na semana passada, contei a história do Bonequinho Doce: 


“Era uma vez, duas menininhas que estavam com fome. Seus pais tinham ido fazer compras na cidade e não tinha nada gostoso para comer. Então resolveram fazer bolachas e foram pedir para a avó ajudar dando os ingredientes, como todas as avós são boas, até arrumou uma mesinha no quintal para que as menininhas pudessem fazer a bolacha. Depois da massa pronta, resolveram fazer um bonequinho, só não perceberam que o bonequinho estava ouvindo quando elas diziam que levariam ele no forno para assar e depois comê-lo. Ele, num desespero só, sai correndo...”
E assim vou contando a historinha, dizendo que enquanto ele fugia, encontrou uma velhinha que estava sem óculos e pensou que ele era um menino; um senhor, duas crianças e acaba quando ele vê um patinho no lago que pede para ele entrar para brincarem juntos, quando ele entrou, se desmanchou e o patinho que não era bobo, comeu as migalhinhas molhadas.
Observo que enquanto estou contando, os alunos parecem “encorporar” a historinha acrescentando algumas falas e gestos que eu não tenha falado.
Ao acabar a história, entreguei um “livrinho” com os desenhos, que escaneei e imprimi, para eles pintarem. Prometi que quando todos acabassem de pintar, faríamos um bonequinho com uma massa de leite em pó, açúcar de confeiteiro e leite de coco.
Alguns dias depois, quando todos acabaram de pintar as 8 folhas da história, fomos para o refeitório fazer o bonequinho. A merendeira Odete nos ajudou deixando a massa pronta. Pedimos que os alunos lavassem bem as mãozinhas e se posicionassem na frente da mesa. Neste dia, recebemos a visita da Denise, estudante da UFPR de Matinhos, que junto com o motorista da Universidade, interagiu com meus alunos, fazendo os bonequinhos.
Pedi para a professora da 4ª série deixar seus alunos se juntarem para fazer o bonequinho também. Esta aceitou, inclusive disse que aproveitaria para que seus alunos fizessem um texto sobre a história.
Foi um momento maravilhoso para as crianças. Cheguei ouvir um aluninho do pré dizer que quando terminasse de fazer o bonequinho ia comer a perna dele primeiro para que ele não fugisse. Outro aluno falou para todos não falarem alto que iam comer o bonequinho para ele não fugir. Um aluno da quarta-série fez um bonequinho em cima de um skate. Todos os alunos ficaram encantados com que o motorista da UFPR fez: uma bola ao lado da perna do bonequinho.
A aula prática foi maravilhosa, porque pude observar a criatividade dos alunos, todas as crianças comeram um bonequinho e fizeram outro para levar para casa. Para comprovar, basta ver as fotos.
Preparando a massa
As bolinhas para fazer o bonequinho

Este é o meu bonequinho

Enrolando a massinha para fazer o bonequinho

Montando o bonequinho

O bonequinho do motorista

A aluninha fez uma bonequinha
Alunos da quarta-série enrolando a massinha 
Por fim, comendo o bonequinho doce

5 comentários:

  1. Que bacana! hehehe! Deu água na boca ver esses bonequinhos. Parabéns pelo seu belíssimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Que aula gostosa.
    Dá vontade de trabalhar com crianças pequenas novamente.
    Parabéns, as crianças devem gostar e aprender muito.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, essas crianças nunca vão esquecer essa aula…
    Isso tem um nome AMOR...
    O mundo precisa muito de pessoas como vc com toda essa criatividade, para fazer um mundo melhor.

    ResponderExcluir
  4. Que ótimo trabalho, Anecy! Aproveita pra "sonorizar" as histórias que você conta. Pode ser o início de uma musicalização!!!
    Parabéns pelo trabalho!
    Renan Gabriel

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!!!Cada dia aprendo mais com suas experiencias!! Bjoss no coração!!!!

    ResponderExcluir